Investimentos em Renda Variável

Atualizado: Jul 14

Saudações! Nesse artigo vou tratar com você do primeiro assunto de nível avançado no mundo das finanças pessoais: os investimentos em renda variável. Essa classe de ativos são os que tem por objetivo ganhar dinheiro, diferentemente dos investimentos em renda fixa onde o foco é mais o poupar dinheiro, então vamos verificar as ideias básicas sobre essa classe de investimentos.

Primeiramente, você tem que ter uma ideia muito importante em sua mente. Repita comigo: "Renda variável varia!". Pode parecer besteira, mas essa simples bricadeira contém a essência desses investimentos. Enquanto os investimentos de renda fixa são considerados um empréstimo que você faz para bancos, construtoras, governo, e os seus ganhos estão atrelados ao percentual que é fixado sobre o capital que você empresta, os investimentos em renda variável estão atrelados ao desempenho de setores produtivos e os seus ganhos serão variáveis de acordo com o resultado daquele setor em que você optou por investir. Só pra você ter uma noção, é possível investir em todos os setores que você possa imaginar: alimentação, bancos, vestuário, entretenimento, imóveis, dólar, criptomoedas, fábricas de caixa para leite, enfim, você pode investir em qualquer setor da economia. Então, vamos entender a base dos dois investimentos de renda variável mais comuns: ações e fundos de investimentos imobiliários.


AÇÕES DE EMPRESAS


O investimento mais comum da classe de renda variável são as ações de empresas. Basicamente são títulos que atestam que você possui participação no capital de uma empresa, logo sendo sócio do empreendimento (sendo então chamado de acionista), podendo assim participar das distribuições dos lucros que aquela empresa vai obter. As formas de se ganhar dinheiro por meio de ações são duas: através da distribuição dos dividendos (o lucro distribuído pela empresa) e através da valorização das ações que você comprou.

Ganhar dinheiro através de dividendos é simples: vamos supor que você comprou uma ação de um banco e esse banco tem a política de distribuir os lucros todos os meses. Dessa forma cada ação lhe dá o direito de receber R$ 0,50, assim basta pensar em ter mais ações para ter mais lucros. Como exemplo: se você tiver 20.000 ações desse banco então quando os lucros forem distribuídos (dividendos) você vai ter R$ 10.000,00 na sua conta. Simples assim. A outra forma de se ganhar dinheiro é pela valorização dos preços das ações compradas. Vamos supor que você comprou uma ação daquele mesmo banco do exemplo anterior no início do mês ao preço de R$ 15,00 e você foi acompanhando a cotação e em determinado dia do mês o preço estava em R$ 20,00. Assim, para cada ação que você vender, vai ter um lucro de R$ 5,00. Se fosse vender as suas supostas 20.000 ações, teria um lucro de R$ 100.000,00.

Esses exemplos que citei são apenas para você entender o funcionamento, pois na prática são necessárias várias análises para poder chegar a uma definição de de quais ações comprar ou vender.


FUNDOS DE INVESTIMENTOS IMOBILIÁRIOS (FII)


Os bons e velhos FII são a forma de você investir no setor imobiliário. Os FII, em essência são recursos financeiros investidos em imóveis físicos ou mesmo em títulos de crédito do setor imobiliário, recursos esses que são administrados por uma gestora. Dessa forma para você investir em algum fundo imobiliário basta comprar cotas desses mesmo fundo e participar da distribuição dos lucros que aquele fundo gerou. Os FII investem em shoppings, galpões logísticos, escritórios comerciais ou mesmo em crédito estruturado, que basicamente é o fornecimento de recursos financeiros para que as construtoras possam produzir as suas unidades imobiliárias para comercialização. Na prática, investir em um FII seria você ter direito de receber aluguéis de imóveis, mesmo não tendo imóveis físicos em sua propriedade, tendo uma taxa de retorno maior do que se tivesse um imóvel físico. Isso é bastante interessante, pois por muito tempo se teve a ideia de que os melhores investimentos seriam ter imóveis físicos para alugar, mas hoje em dia isso não se prova verdade por vários fatores, um deles é se livrar da dor de cabeça que é a gestão de um imóvel.

Para os FII valem as mesmas considerações sobre como se ganhar dinheiro: pela distribuição dos lucros ou pela valorização do preço das cotas. E igualmente são necessárias várias análises para que você chegue à conclusão sobre quais FII vender ou comprar.


Enfim, espero que tenha sido possível introduzir as ideias básicas sobre os dois investimentos de renda variável mais comuns. Para que seja possível comprar e vender esses ativos tudo o que você vai precisar é ter uma conta em uma corretora de valores e conhecimentos sobre as características de cada um deles, mas isso é assunto para um próximo artigo!


CLIQUE AQUI para conhecer o meu e-book: "Princípios da boa gestão financeira". Um manual simples e prático com os conhecimentos sobre Educação Financeira que irá lhe ajudar a alcançar um nível financeiro mais sustentável e próspero!

27 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo